Empreendedorismo

5 erros mais comuns no Elevator Pitch


“O que você faz?” A resposta para essa pergunta pode mudar a sua vida. Respondendo de uma forma que atraia a atenção, esta resposta pode trazer um grande parceiro, investidor ou funcionário estrela para sua startup. Esta pequena apresentação, que pode durar não mais do que 15 segundos, é tão importante no mundo dos negócios que ganhou até um nome: elevator pitch.

O nome deriva da ideia de que você pode encontrar um investidor dentro do elevador e este é o tempo que você tem para lhe mostrar que é interessante investir na sua empresa.

Os 5 erros mais comuns no elevator pitch

1. Muito longo

Este é o principal erro que um bom elevator pitch não pode ter. Ele tem que ser curto, direto e simples de explicar. O cérebro só consegue registrar uma quantidade limitada de informação por vez e, caso você não consiga capturar a atenção do seu interlocutor logo nos primeiros segundos, existe uma grande chance dele não te escutar mais.

Tente sintetizar tudo o que você faz em 15 palavras, para serem faladas logo no começo da sua apresentação. Caso a pessoa que você esteja falando se interessar, com certeza fará mais perguntas e demonstrará mais atenção. Foque em fazer a apresentação em pouco mais de 15 segundos, com o máximo de informação possível é o mínimo de palavras.

2. Foco em venda

O objetivo do elevator pitch é iniciar um contato profissional, uma explicação sobre o que você faz, não realizar uma venda. A maioria das pessoas ergue uma defesa assim que percebe que você está tentando vender algo e vai tentar abandonar a conversa. Por isso, evite este tipo de erro sendo direto sobre o que você faz, sem forçar a barra.

3. Muito comum

A maioria das pessoas comete esse erro no elevator pitch. Você precisa apresentar quais são os seus diferenciais, para não parecer que você é só mais um profissional comum. Por exemplo, se você é o fundador de uma startup que desenvolve um sistema ERP, precisa, de forma sintética e direta, destacar qual é a diferença do seu software para o dos competidores. Já existem um milhão de softwares ERP no mercado, ou você se diferencia, ou a pessoa para de te escutar no décimo segundo.

4. Muito vago

Da mesma forma que um elevator pitch muito comum pode ser rapidamente esquecido por seu interlocutor, uma apresentação vaga será totalmente descartada. Você não pode se alongar demais, especificando demais quais são os seus serviços e não dando tempo para seu interlocutor processar as informações. Da mesma forma, um discurso vago demais, sem especificidades, não representará nada.

Seja direto, curto e conciso. Mas sem sacrificar as informações que são importantes e podem representar avanços para seu negócio no futuro.

5. Encenação

Você não é um ator. Por isso não tente “decorar” as falas do seu elevator pitch e recitá-lo, palavra por palavra. Escrevê-lo pode até ser uma boa ideia, principalmente se sua apresentação estiver longa demais, mas o objetivo é treinar e melhorar. Tente sempre falar da forma mais natural e orgânica possível. As pessoas percebem quando você não fala as coisas com convicção e um discurso encenado sempre vai lhe fazer parecer alguém artificial.

Categoria Ferramentas
Organização pessoal: Como se tornar extremamente eficiente
Categoria Ferramentas
Como ser mais produtivo: remova aquilo que te atrapalha
Negócios
Quanto tempo você vai demorar para entender?
  • Andre Gomes

    Quando amadurecemos profissionalmente fica ate complicado explicar o que fazemos. Temos tantas responsabilidades e conhecimento adquirido que, pelo menos eu, gosto de passar o maximo possivel. Mas seu texto veio com grande importancia. Cheguei a conclusao que sim devemos passar apenas uma ideia objetiva sobre nossas atividades. Pessoas que tem visao com certeza se se interessarem vao fazer mais perguntas. Abraco