Marketing Digital

Auditoria de Conteúdo: Como Remover Metade do Seu Conteúdo Pode Triplicar o Seu Tráfego


Pleno 2016 e quase ninguém ouviu falar de Auditoria de Conteúdo, isso pra mim é inacreditável!

E se eu disser que é possível aumentar seu número de visitantes sem precisar escrever nenhum post novo?

Melhor ainda!

Que tal aumentar seu número de visitantes e reduzir o número de páginas no seu site?

A grande maioria das pessoas pensa que mais conteúdo é sinônimo de mais tráfego. Mas as coisas não são bem assim. O Google está sempre buscando otimizar os resultados de busca, focando cada vez mais na qualidade ao invés da quantidade de informação.

Artigos duplicados, de baixa qualidade, muito curtos ou sem nenhuma relevância são cada vez mais alvos de penalidades que podem fazer com que seu site nunca mais apareça nas páginas de pesquisa.

Como é possível, então, resolver todos esses problemas?

A resposta é simples: realizando uma auditoria de conteúdo.

Isso significa analisar cuidadosamente o que já está no seu site e garantir que suas páginas façam aquilo que você quer: gerem mais tráfego, contenham as palavras-chave mais relevantes e aumentem as suas conversões.

Vamos, então, começar a entender como fazer essa auditoria!

Por que fazer uma Auditoria de Conteúdo?

Existem dezenas de razões para você auditar seu site. Vamos dar uma olhada nas principais!

Evitar penalidades do Google

Evitar penalidades Google

Você sabia que conteúdo de baixa qualidade pode excluir seu site definitivamente das páginas do Google? Utilizando-se de atualizações cada vez mais inteligentes, o gigante das pesquisas está cada vez mais de olho na qualidade do conteúdo que você publica.

Aqui estão algumas das principais práticas que o seu site deve evitar:

  • Conteúdo de baixa qualidade;
  • Conteúdo irrelevante e não relacionado com o resto do seu site;
  • Páginas ou artigos muito curtos, geralmente com menos de 300 palavras;
  • Optimização traiçoeira: utilizar palavras-chave e tags que promovam um conteúdo diferente daquele escrito na página;
  • Conteúdo duplicado;

Alguns desses itens são de fácil detecção. Outros, por outro lado, exigem um pouco mais de tempo e de dedicação.

É neste momento que você precisa entrar na mente de quem está buscando uma palavra-chave no Google e caindo no seu site.

Quando ele entra no seu site e rapidamente volta para o Google. Isso significa que ele não encontrou o que buscava. Ou você não está sabendo mostrar isso para ele.

O Google detecta isso como Bounce Rate e você é penalizado por ter um conteúdo de baixa relevância para aquele termo buscado. Logo: Você cai no ranking.

Quantas vezes você relê as páginas do seu site?

Voce precisa desenvolver o hábito de revisar o seu conteúdo constantemente. Além disso, desenvolver o hábito de monitorar em quais posições você está ranqueado para cada um dos seus artigos (palavras-chave) e como você pode fazer melhorar.

No passado as pessoas achavam que depois de um artigo ser publicado, ele nunca mais deveria modificado. Isso não existe. Você precisa constantemente revisar e melhorar seu conteúdo e quando você faz isso, o Google gosta, e te recompensa lhe enviando mais tráfego.

Por isso que o tema auditoria de conteúdo veio com muita força!

Consolidar conteúdo semelhante mas espalhado em diferentes páginas

Nem sempre é possível manter em mente todo o conteúdo que já produzimos. Querendo ou não, quando gerenciamos um site por um longo período, acabamos publicando a mesma informação em diferentes páginas. Reunir essas informações em um só local aumenta a qualidade e a autoridade das páginas do seu site.

Um erro que muitas pessoas cometem é tentar ranquear a mesma palavra-chave em múltiplos artigos e páginas. Isso é um erro, consolide todos os artigos que falam sobre o mesmo tema, sobre a palavra-chave com maior volume de trafego e menor dificuldade para você ranquear bem.

Determinar páginas a serem deletadas do site

Deletar páginas

Você já ouviu o termo inglês evergreen content? Uma tradução prática: conteúdo que é relevante durante muitos anos, sem muita necessidade de atualização e modificação.

Esse é o tipo de conteúdo que eu publico aqui no blog. Meus artigos mais populares foram publicados há muitos anos atrás. Quando surge alguma novidade daquele item, eu entro naquele artigo e deixo ele o mais atualizado e relevante possível.

Quando você foca nesse tipo de conteúdo, reler nossas páginas antigas pode ser tornar mais espaçada. Ou seja, você vai monitorar seu ranqueamento e quando algo mudar, você entende o que aconteceu e toma as providências para voltar para o topo do ranking.

Entretanto, mesmo quando publicamos apenas esse tipo de conteúdo, muitas publicações antigas se tornam irrelevantes ou desatualizadas com o passar do tempo.

Esse ano eu fiz um auditoria de conteúdo e identifiquei muitos conteúdos que não eram mais relevantes. Conteúdos focado em novidades pontuais, notícias, velharia, e sabe o que eu fiz?

Removi mais de 50% do meu conteúdo e meu trafego aumentou!

Sabe porque isso aconteceu?

Porque eu identifiquei no meu processo de auditoria de conteúdo que eu tinha muito artigo antigo, sem qualidade, com bounce rate alto, baixa permanência e pouco acesso. Uma vez que esses artigos saíram do meu site, a qualidade geral subiu significativamente consequentemente tornando-o mais relevante nas buscas.

Remover conteúdo não é algo negativo: mostra que você está preocupado em somente entregar qualidade. O Google percebe isso e aumenta sua autoridade.

Priorizar conteúdos com base nas métricas observadas

Observar as métricas é observar como os leitores se comportam no seu site. Considerar as métricas na hora de escrever é colocar os seus leitores acima de qualquer outra coisa no seu site.

Se seus leitores encontram o conteúdo que eles estão buscando, organizado de maneira clara e de fácil leitura, raramente eles irão sair do seu site sem ler suas páginas.

Olhar as métricas na planilha de auditoria de conteúdo para priorizar seu trabalho e principalmente:

  1. Chegar ao topo
  2. Permanecer no topo

Identificar oportunidades para criação de conteúdo

Está ficando sem ideias sobre o que escrever? Analisar as páginas e os posts já publicados pode ajudar você! Através dessa prática, você pode identificar sub-tópicos que ainda não foram explorados pelo seu site. Assim, você descobre oportunidades que estão relacionadas com o objetivo do seu site e que obedecem a todos os critérios de qualidade do Google.

Identificar as páginas mais relevantes para determinadas palavras-chave

Palavras-chave

Saber quais são as páginas mais relevantes do seu site em termos de palavras-chave é fundamental. A partir disso, você pode otimizar as páginas que já estão ranqueando relativamente bem nos buscadores e aumentar ainda mais a sua eficiência. Mas você precisa dedicar tempo para identificar devidamente quais as melhores páginas, em termos de ranking orgânico, para seu site.

Resumindo…

Para colocar em apenas uma frase tudo o que vimos até agora: através da auditoria de conteúdo, você vai melhorar drasticamente a experiência do usuário e aumentar consideravelmente a eficiência das suas páginas nos rankings orgânicos.

Passo-a-Passo para Sua Auditoria de Conteúdo

Se você acha que auditar seu conteúdo é algo chato que vai levar meses, você está enganado. São necessárias poucas horas para você otimizar o conteúdo das páginas responsáveis pela maior parte do seu tráfego. Depois de lidar com as páginas críticas, você pode cuidar das páginas menos acessadas ao longo dos próximos dias ou semanas.

Todas as suas páginas vão cair em uma dessas situações:

  • Manter como está – Já está ranqueado no topo? Então apenas acompanhe…
  • Melhorar – Ainda não está no topo? Então precisa melhorar, siga todo o checklist SEO, expanda o conteúdo, deixe-o mais atual, melhore a formatação, imagens, lembre-se: Qualidade.
  • Remover – Post deixou de ser relevante e tem pouco tráfego, pode apagar sem dó. Apenas não esqueça de orientar o Google que ele não é um 404 e sim 410 (Gone)
  • Consolidar – Junte páginas que são similares, a união faz a força.

Então vamos começar a auditar as suas páginas mais visitadas agora mesmo!

Planilha de auditoria de conteúdo

Ter todos os dados críticos do seu site em um só lugar é extremamente importante. Você precisa ter acesso fácil à lista de páginas que você precisa revisar, além de controlar como está o progresso de cada página. Outra grande vantagem de ter uma planilha online (ao invés de uma offline no seu Excel) é a possibilidade de compartilhar com outros colegas envolvidos no processo.

Bônus Exclusivo: Baixe grátis a planilha que eu utilizo para fazer Auditoria de Conteúdo nos meus sites

Preenchendo a sua planilha de auditoria de conteúdo

Pronto para colocar a mão na massa? Vamos entender a estrutura dessa planilha e como você deve preenchê-la.

Aba “Progresso da Auditoria”

Progresso de auditoria

O objetivo desta aba é registrar o progresso da sua auditoria de conteúdo. Aqui você vai encontrar as seguintes colunas:

  • Endereço: preencha com as URLs mais visitadas do seu site. Na próxima seção nós explicamos detalhadamente como obter esses endereços.
  • Data de Auditoria: a data em que a página está sendo auditada.
  • Título e URL
  • Descrição
  • Conteúdo
  • Palavras-Chave
  • Alt Tags
  • Data da Última Atualização
  • Links Internos
  • Progresso Total

As colunas “Título e URL” até “Progresso Total” possuem o objetivo de rastrear o seu progresso. Como você pode ver, existem três opções para você selecionar: “Pendente”, “Em andamento” e “Concluído”. Você deve ir preenchendo a planilha conforme você for completando as seções mencionadas nas colunas.

Existe um plugin indispensável para WordPress chamado Yoast, ele funciona como um checklist para os itens mais importantes de SEO. Ele vai te avisar tudo que você precisa fazer para aproveitar ao máximo a oportunidade de ranquear melhor seu conteúdo no Google.

Muitos dos itens que o Yoast vai te lembrar, eu mencionarei abaixo, então baixe esse plugin que será uma mão na roda para você.

Aqui está uma lista dos principais pontos de atenção para cada uma das partes da sua página mencionadas acima:

  • Título e URL: é altamente recomendável que seu título não exceda 65 caracteres. Além disso, o título e a URL devem ser únicos e devem conter as principais palavras-chave que definem o assunto da página/artigo. Mas lembre-se! Se a página já estiver online, você não deve simplesmente modificar a URL. Você deve redirecionar a URL antiga, através de um 301, para a nova página.
  • Descrição: o mais importante aqui é manter em mente que a sua descrição está sendo elaborada para seus leitores, e não para os mecanismos de busca como Google, Bing e Yahoo!. O limite máximo para a descrição da sua página é 160 caracteres. Essa é a quantidade que os buscadores exibem nas páginas de resultado. É altamente recomendável que a sua descrição contenha as palavras-chave principais da sua página.
  • Conteúdo: três coisas para manter em mente: pelo menos 300 palavras por página, gramática perfeita e conteúdo interessante e útil para a sua audiência. Preste atenção na estrutura da sua página: utilize tags HTML como “H1″, H2” e as demais para organizar seu conteúdo.
  • Palavras-chave: não force palavras-chave nas linhas de seu conteúdo. Utilize-as quando necessário e conveniente, mas não abuse. Foque em “palavras-chave de cauda longa”: palavras-chave detalhadas (aproximando-se de frases) que são pesquisadas pelos usuários.
  • Alt Tags: todas as suas imagens devem conter a tag alt. Ela estabelece uma descrição da imagem para os mecanismos de busca. Além disso, se por alguma razão a imagem não for carregada, o texto da tag “alt” será exibido. Por isso, considere este campo tanto do ponto de vista dos buscadores quanto dos usuários.
  • Data da Última Atualização: você deve revisar e (quando necessário) atualizar suas páginas regularmente. Publicar conteúdo e nunca mais relê-lo é um grave pecado que está sendo penalizado pelo Google. Por isso, revise suas páginas pelo menos uma vez por ano.
  • Links Internos: dois a três links internos é a quantidade mínima para sua página ou artigo. Você deve direcionar esses links para páginas ou posts ricos em conteúdos, como publicações do seu blog. Quanto mais link você colocar, maior as chances de você aumentar o número de páginas visitadas do seu site.

Aba “Métricas”

Aba Métricas

Esta aba é dedicada à análise dos principais indicadores das suas páginas.

Primeira regra!

Você não precisa preencher TUDO!

Recomendo que você comece com passos pequenos. Baixe as URLs do Google Analytics, cole na planilha juntamente com as métricas. Depois foque no “Plano de Ação” e na “Estratégia”.

Só com isso você já consegue fazer uma mudança BRUTAL no seu site.

Aqui você vai encontrar as seguintes colunas:

  • Endereço
  • Plano de Ação
  • Estratégia
  • Número de Visitantes
  • Conversões
  • Tempo Médio na Página
  • Taxa de Rejeição
  • Page Authority
  • Número de Compartilhamentos
  • % de Conversões
  • % de Compartilhamentos

Curioso sobre como obter esses números? O processo é simples!

A coluna “Plano de Ação” você deve selecionar uma das opções:

  • Manter como está
  • Melhorar
  • Remover
  • Consolidar

E a coluna “Estratégia” é onde você deve detalhar exatamente o que você irá fazer. Por exemplo se for consolidar com mais de uma página, quais são essas páginas. Se precisar fazer algum redirect, melhorar formatação, trocar imagens e assim por diante.

As colunas “Número de Visitantes”, “Conversões”, “Tempo Médio na Página” e “Taxa de Rejeição” estão todas na mesma ferramenta: Google Analytics. Nela, você deve seguir os seguintes passos: clique em “Comportamento”, depois em “Conteúdo do Site”, e finalmente em “Todas as Páginas”. Assim, você obtém todos os números relevantes para suas páginas mais visitadas.

A coluna “Page Authority” pode ser obtida com a MozBar. Você precisa apenas acessar a página e já irá obter esse indicador.

Existe uma ótima ferramenta para você obter o “Número de Compartilhamentos”: o site ShareTally é gratuito e permite você analisar qualquer URL. Ele fornece uma descrição completa da atividade das suas páginas nas mídias sociais.

As colunas “% de Conversões” e “% de Compartilhamentos” são preenchidas automaticamente utilizando os dados que você está inserindo. A primeira representa a porcentagem do número de visitantes que tomou a ação desejada na página (em outras palavras, que “converteu”); a segunda mostra a porcentagem dos usuários que compartilhou sua página.

Existem duas principais aplicações para essas métricas:

  1. Verificar quais páginas são top-performers: você vai querer otimizar o conteúdo dessas páginas primeiro e garantir que elas estejam mais do que perfeitas para seus usuários.
  2. Verificar as páginas que não estão performando: você deve entender os motivos que estão impedindo estas páginas de trazer resultados. A partir de uma análise mais detalhada de cada página, você vai entender quais práticas você deve eliminar para garantir que todas as páginas do seu site tragam um bom número de visitantes.

Aba “Palavras-chave”

Aba Palavras-Chave

Lembra da importância das palavras-chave para gerar oportunidades de conteúdo? Esta aba é otimizada para isto. Aqui você vai encontrar as seguintes colunas:

  • Termo
  • # de Pesquisas Mensais
  • Concorrência
  • Page Authority (PA)
  • Domain Authority (DA)
  • Links
  • Domínios

Nós vamos utilizar duas ferramentas para preencher estes dados:

A partir do Planejador de Palavras-Chave to Google AdWords, você pode preencher as primeiras três colunas da sua tabela. Dentro do Planejador, você deve acessar a opção “Exibir tendências e dados de volume de pesquisa” e colar as palavras-chave listadas na coluna “Termo”. Depois é só clicar em “Exibir volume de pesquisas” e você terá acesso a todas as métricas relevantes.

Depois, você irá utilizar a MozBar para preencher os campos restantes. Observe abaixo o passo-a-passo para obter as informações utilizando-se desta ferramenta.

  1. Realizar uma pesquisa no Google pelas palavras-chave listadas na coluna “Termo”.
  2. Copiar as informações disponíveis na MozBar localizada logo abaixo do primeiro resultado de busca. Note que você só vai utilizar as informações do site mais bem rankeado. Assim, a sua planilha conterá os dados do melhor site, e se você superá-lo, você garante o primeiro lugar. Observe a figura abaixo.
MozBar

Como você pode ver, tanto as colunas PA quanto DA podem ser preenchidas sem mesmo sair da página de pesquisa. Assim, você vai ter uma ótima ideia das métricas das páginas mais bem rankeadas no Google. Para preencher as colunas Links e Domínios, você deve clicar no ícone Link Analysis. Na próxima página, você vai ter acesso a uma análise completa do site número #1 para seus termos de pesquisa.

E pronto! Você já está com boa parte da sua planilha preenchida!

Agora vamos ver você pode obter a lista das URLs mais visitadas do seu site.

Reunindo as URLs que geram mais tráfego para seu site

Você sabia que cerca de 20% das páginas do seu site são responsáveis por quase 80% do seu tráfego? E se você pudesse encontrar todas essas páginas facilmente? Então observe como é fácil!

Primeiro você deve acessar a ferramenta Google Analytics. Depois, acesse “Comportamento”, seguido de “Conteúdo do Site”, e finalmente “Todas as Páginas”. Pronto! Você terá a lista das páginas mais acessadas do seu site, assim como as métricas dessas páginas. Observe a figura abaixo:

Google Analytics

Na coluna “Página”, clique no ícone ao lado do link (destacado em vermelho acima), copie o link da nova página aberta e cole na sua planilha no Google Drive. Isto é necessário para obter o link completo das páginas. Se você possui muitas páginas, esse processo pode demorar um pouco.

Agora você já pode preencher todas as informações na sua planilha e começar a trabalhar diretamente no conteúdo do seu site.

P.S.: se você quer obter uma lista completa de todas as páginas do seu site, você deve utilizar outras ferramentas. Eu pessoalmente recomendo o site ScreamingFrog. Nele você vai obter uma lista de todas as URLs do seu site, e você poderá realizar uma auditoria completa e aprofundada de todo o seu conteúdo ao longo de algumas semanas.

Analisando o conteúdo coletado

Conteúdo Coletado

Agora que você já possui todas as ferramentas ao seu alcance, está na hora de começar a analisar o que você coletou. Nós colocamos as principais métricas das páginas na aba “Métricas”. O que elas indicam para você?

  • Número de Visitantes: o número de visitantes durante o período analisado (pode ser um dia, um mês ou até um ano. Isto fica a seu critério).
  • Conversões: o número de leitores que tomaram a ação desejada na página. Se você tem uma página que busca obter o e-mail dos usuários, as conversões serão o número de usuários que efetivamente fornecem o seu e-mail.
  • Tempo Médio na Página: o tempo médio que seus leitores permanecem naquela página específica.
  • Taxa de Rejeição: a porcentagem de leitores que sai da sua página sem interagir com o seu website (clicar em links).
  • Page Authority: a autoridade desta página específica.
  • Número de Compartilhamentos: o número de compartilhamentos da página nas mídias sociais.
  • % de Conversões: é preenchida automaticamente conforme você insere os dados das colunas anteriores. Aqui você encontra a porcentagem de visitantes que efetivamente converteram. Se este número for muito baixo, você deve repensar a localização das suas chamadas de ação.
  • % de Compartilhamentos: também é preenchida automaticamente. Nesta coluna você encontra a porcentagem de usuários que compartilharam a sua página em mídias sociais. Se este número for baixo, você não está aproveitando todo o potencial das mídias sociais. Aumentar o seu alcance nessas plataformas é uma ótima maneira de tornar seu site conhecido e gerar mais tráfego!

Evidentemente, se você precisar considerar outras métricas, é só adicionar mais colunas. Existem milhares de números que podem ser analisados. Nós estamos focando naqueles que trazem os melhores resultados e o maior custo-benefício. Entender estes números é essencial para você criar a sua estratégia de conteúdo.

Criando a sua estratégia de conteúdo

Estratégia de conteúdo

Se sentindo perdido com tantos números? Calma! Eles trazem muitas informações importantes, e nós vamos utilizá-los para criar a nossa tão desejada estratégia de conteúdo.

Você vai utilizar essa análise para responder a perguntas como:

  • Quais as páginas serão otimizadas?
  • Quais as oportunidades de conteúdo serão endereçadas?
  • Quais páginas serão removidas?

Estratégia de conteúdo para páginas existentes

Para definir o plano de ação, você deve considerar como os números se relacionam entre si. Por exemplo: se a nossa página recebe um alto número de visitantes, mas possui uma alta taxa de rejeição, nós precisamos focar em ações para tornar os leitores ativos. Existem várias possibilidades: inserir chamadas de ação para outras páginas com conteúdo relacionado; redefinir o layout do conteúdo para incentivar o usuário a navegar pelo site, e assim por diante.

Se a nossa página possui um baixo tempo médio, é porque ela não é impactante. O usuário acessa a página e…

  1. Não encontra o conteúdo esperado, ou
  2. Encontra o conteúdo, mas de uma forma extremamente monótona.

Assim, o plano de ação para páginas deste tipo deve envolver principalmente a modificação da primeira impressão que o leitor tem da página.

E porque será que as conversões estão baixas? Talvez a chamada para ação esteja localizada próxima ao fim da página. Nós já sabemos que a maioria dos leitores não chega ao final da leitura. Então porque colocamos a chamada para ação lá? Você pode remodelar o seu texto para capturar o usuário logo após o início da leitura. Mas lembre-se: antes de chamar para a ação, você deve fornecer informações importantes que capturem a atenção e o desejo do usuário!

É possível, apenas com links internos, aumentar o número de visitantes das suas páginas? Com certeza! A processo é simples! Você pode repensar o design das páginas com o maior número de acessos e incluir links para as páginas que você deseja impulsionar. Esses links devem estar localizados em áreas importantes da página, mas não devem tomar muito espaço.

Como você pode ver, com apenas algumas linhas nós definimos planos de ação promissórios para a maioria das nossas páginas. Este é o processo mais importante: aquele em que você define o foco para cada página. Não se esqueça de dedicar tempo para brainstorming, assim como pedir a opinião de outras pessoas. Ter um olhar externo sobre seu conteúdo pode trazer muitas opiniões valiosas.

Estratégia de conteúdo para criação de oportunidades

Quando você está considerando a criação de conteúdo, você deve manter em mente o que os seus competidores estão oferecendo aos leitores. Isto é feito através de pesquisa e leitura das principais páginas ranqueadas no Google. Assim, você vai obter não só ideias para suas publicações, mas também conhecimento detalhado dos pontos fortes e fracos dos seus competidores.

Além de ler os artigos de sites semelhantes, você também deve utilizar a aba “Palavras-Chave” da nossa já conhecida planilha. Vamos entender como podemos obter diferentes ideias de palavras-chave e como esses números podem ser de grande ajuda na hora de decidir sobre o que escrever.

Suponha que você queira escrever sobre criar sites. No momento em que você pesquisa “criar site” no Google, várias sugestões de pesquisa já aparecem imediatamente.

Resultado Pesquisa Google

Além disso, você pode obter mais ideias de palavras-chave no final da primeira página de resultados.

Resultado Pesquisa Google

A partir desta rápida análise, nós já podemos popular a nossa aba “Palavras-Chave” com oito sugestões. E dependendo dos termos, o Google poderá sugerir ainda mais ideias.

Agora nós podemos ir para o AdWords e para a MozBar e preencher os dados restantes na planilha. Veja como ficou a nossa tabela final.

Palavras-chave

A partir dos nossos resultados, nós podemos identificar dois principais conjuntos de palavras-chave: como criar site google e como criar site profissional.

Então, nós vamos escrever nossa nova página ou artigo focando nestas duas palavras!

É claro, este é só um rápido exemplo de como você pode utilizar a planilha. Assim que você estiver familiarizado, você deve pesquisar os dados dos principais assuntos do seu site.

Com todas essas informações, você já está apto tanto a realizar a auditoria do conteúdo já existente no seu site quanto a criar novas páginas de alta qualidade para aumentar o tráfego do seu site!

Recapitulando

Resumo

O site Viver de Blog com 16 artigos publicados somente já era uma máquina de acessos. Espero que neste estágio você já saiba que qualidade é a palavra mais importante e quantidade isolada não faz absolutamente nada.

Se você tem poucas páginas, não corra para publicar mais. Primeiro garanta que essas poucas páginas estejam memoráveis.

Depois disso você deve focar em expansão de conteúdo. Pesquisa de palavras-chave e identificação de oportunidades de conteúdo.

Liste as palavras-chave que você já está utilizando, e pesquise novas oportunidades utilizando as ferramentas que já mencionamos. Preencha a aba “Palavras-Chave” para obter insights de como você pode criar mais conteúdo relevante para seu site.

Se você sabe de alguma penalidade existente, você deve seguir o mantra do Google:

“Melhore ou Remova”.

Foque em conteúdos que não atendam aos critérios de qualidade do Google, e considere a possibilidade de remover algumas páginas desnecessárias.

Procure por páginas que estejam performando muito mal. Elas geralmente não possuem tráfego nem links, e não geram conversões para seu site. Considere seriamente a possibilidade de removê-las, já que elas são desnecessárias (e o Google sabe disso).

A união faz a força, mais de um conteúdo sobre o mesmo assunto? Você deve considerar a possibilidade de unir páginas. Crie uma página fantástica com todas as informações que alguém busca sobre o tema.

Ferramentas

Além das ferramentas que eu mencionei neste artigo, esse é o resumo das principais ferramentas que eu utilizo no meu dia-a-dia:

Conclusão: Agora É com Você!

Então… Pronto para iniciar a auditoria do conteúdo do seu site? Com este guia, você possui todas as ferramentas e dicas essenciais para realizar uma auditoria extremamente eficiente!

Agora que você já sabe da importância de ter conteúdo de qualidade e com autoridade, você pode aproveitar todos os benefícios de reestruturar seu site e aumentar drasticamente o tráfego do seu site!

Então o que está esperando? Baixe grátis a planilha de Auditoria de Conteúdo

Marketing Digital
Escrevendo um livro de 200 páginas em 30 dias
Marketing Digital
Quantos leitores tem o seu blog?
Marketing
Persona: entendendo o seu público
  • Laura Lindner Schreiner

    Olá Marcelo,
    Excelentes dicas, parabéns!
    Você escreveu isso:
    Remover – Post deixou de ser relevante e tem pouco tráfego, pode apagar sem dó. Apenas não esqueça de orientar o Google que ele não é um 404 e sim 410 (Gone)
    Como é feita esta orientação para o Google?
    Meus votos de um tremendo sucesso!

    • Oi Laura,

      Isso é feito na hospedagem do seu site. Devem existir três possibilidades:

      1. Eles oferecem uma interface para fazer isso
      2. Eles fazem isso manualmente conforme você solicitar
      3. Eles NÃO fazem isso

      De qualquer maneira, você precisa entrar em contato com eles para saber.

      Obrigado e um abraço!

  • Excelente post Marcelo!

    Um dos key takeaways que recebi no curso driving growth through innovation que fiz em Harvard, que retirar ou esconder algo que não relevante é uma maneira dirigir inovação no seu negócio, legal aplicar a técnica em content marketing 😉

    Grande abraço

    • Obrigado por compartilhar Spina, fica aí a dica desse curso também! 🙂

      Abraço!

  • Mariane

    “Uau” é a única expressão que me vem a cabeça após ler o seu texto. Parabéns! Conteúdo muito bom, de grande utilidade. 🙂