Empreendedorismo

Como criar um slide deck e impressionar investidores


Qualquer apresentação para potenciais investidores da sua startup, é necessário elaborar um slide deck de qualidade. Ele é extremamente importante para complementar e guiar sua apresentação, além de poder ser um excelente cartão de visita para sua startup, se elaborado corretamente. Veja só:

Criando um slide deck

Pouca informação

Esta dica hoje já é quase lugar-comum, mas é tão importante que não custa repetir: não encha os slides de texto. Foque no que realmente importante e priorize conteúdo visual ao texto. Deixe os detalhes para depois, use frases curtas, diretas e organize as informações por tópicos, a última coisa que você quer é deixar o investidor perdido.

Quanto mais rápido as pessoas lerem as informações em um slide, mais rápido elas voltarão os olhos para você e se concentrarão no que você está dizendo. Alguns especialistas chegam a aconselhar um limite de palavras: no máximo 15 por slide, de preferência 10.

Os slides não devem conter explicações complexas, que possam de alguma maneira distrair os ouvintes da sua apresentação. Pelo mesmo motivo, evite palavras pouco comuns e gráficos com muitas informações. Por último, procure inserir apenas uma ideia por slide, o que facilita a concentração dos ouvintes e evita confusão de informações.

Capriche no visual

A primeira coisa que você deve se preocupar no aspecto visual do seu slide deck é sua funcionalidade. Antes de elaborar slides bonitos, você deve pensar em um material que pode ser visto por todos os presentes. Por isso, use letras e imagens grandes, que possam ser vistas até por aqueles que estão no fundo da sala. Também dê preferência por inserir o texto sempre na parte superior do slide, para que aqueles que estejam sentados atrás de pessoas mais altas consigam ler as informações.

Quanto ao design, ele deve ser condizente com a ideia que deseja apresentar. Se a sua startup é moderna, inovadora, ágil e voltada ao público jovem, por exemplo, não faz sentido usar um template sóbrio. Aliás, sempre que for possível use templates próprios, que façam parte da identidade visual da sua startup, criados por um bom designer.

Evite também o erro oposto, que é o de encher os slides de recursos visuais e transições bregas.

O slide deck é o apoio

Você deve elaborar o slide deck sabendo que ele deve dar apoio a sua apresentação e não o contrário. Um erro muito comum é elaborar um slide deck com texto ou visual tão chamativo que atrapalha a própria apresentação. Tudo o que você incluir nos slides – textos e imagens – devem ser inseridas pensando nisso. Incluir recursos que pouco acrescentem à sua apresentação também é um erro bastante comum e que fará sua apresentação perder pontos.

Estruturação do slide deck

Minha melhor ferramenta para iniciar uma apresentação é papel e caneta. Começo rabiscando qual informação deverá ter em cada slide e nunca ultrapasso 10 folhas, sendo que cada uma representa um slide. Depois que a ideia for escrita com poucas palavras em todas as folhas, passo para o detalhamento.

Passo um a um, estruturando a informação que deverá ser apresentada, uma ideia por vez e por slide, de forma bem objetiva e com um bom título, para que ao bater o olho, qualquer pessoa saberá do que se trata.

Não esqueça de fazer uma capa, uma agenda (índice) e um slide final com os contatos de quem se comunicará com os investidores. Depois é só treinar o pitch e dar um show!

Empreendedorismo
Startups: Você está preparado?
Empreendedorismo
Startups: Sangue empreendedor
Empreendedorismo
Startups: Sócios co-fundadores