Marketing

Se você não fizer seu Marketing Pessoal agora, você irá se odiar depois


Pense nos profissionais que você mais admira – o que os torna tão atraentes? O talento que demonstram? O lugar que ocupam em suas empresas e carreiras? A facilidade com que se comunicam? Suas capacidades de atraírem empatia ou suas habilidades como negociadores?

É possível que você tenha identificado ao menos duas características nessas questões que se enquadrem nos profissionais que lhe vieram à mente. Mas talvez ainda não tenha percebido que o que essas pessoas mais têm em comum e que faz com que se destaquem em um mercado, área ou setor, é a prática do marketing pessoal – que é o que faz com que você reconheça nelas essas características. Afinal, não adianta ser um gênio se ninguém sabe disso.

Conheça a si mesmo

Quando se é o vendedor de um produto é preciso conhecê-lo bem para traçar as melhores estratégias de venda – saber seus pontos fortes e fracos, quais são suas vantagens competitivas, quais atributos agregam mais valor ao consumidor. Assim também é com seu marketing pessoal – você é o produto, e a empresa, clientes e colegas são seus consumidores. Você precisa se conhecer, sem modéstia e sem orgulho exacerbado, para identificar suas melhores características profissionais, o que você tem a oferecer e o que tem a melhorar para alcançar o espaço que deseja.

Faça seus personagens serem coerentes

É natural que para cada situação social vistamos um personagem – a mãe, o pai, o amigo, o irmão, a esposa, o namorado etc. E na vida profissional eles também estão presentes. Se você vai falar com o cliente, assume a postura de porta-voz do negócio que deve demonstrar segurança e ser altamente persuasivo para converter a venda. Se vai apresentar um novo projeto aos seus superiores, investidores ou mentores, um novo personagem entra em ação – o inovador, o criativo e responsável que tem uma oferta importante a fazer. Se a conversa é com os pares, entra o líder, o companheiro, o inspirador.

Para cada uma dessas situações você deve utilizar o seu melhor e mais adequado vocabulário. O vestuário também é importante, pois é a primeira mensagem que será transmitida. E é imprescindível que todos esses personagens sejam coerentes uns com os outros – não lhe agrega nenhum valor, enquanto a marca que você é, se cada um dos seus ouvintes não identificarem a mesma pessoa e o mesmo profissional em todos os seus personagens.

Seja natural

Não importa qual seja o personagem da vez, seja natural: a naturalidade traz credibilidade e confiança. Você não tem que fingir ser o que não é – se é extrovertido, use essa particularidade a seu favor; se é reservado, faça o mesmo. A artificialidade de gestos e expressões causam antipatia e rejeição.

Mantenha-se atualizado

Recicle sempre seus conhecimentos: nada melhor para o seu marketing pessoal que se manter como referência em um assunto e nas tendências que movimentam o seu mercado de atuação. Faça cursos de curta duração, interesse-se por novos assuntos que possam enriquecer sua carreira e esteja atento às mudanças tecnológicas. Não corra o risco de se tornar obsoleto.

Aposte em flexibilidade e versatilidade

Ser conhecido como áspero ou intransigente conta como um ponto negativo para seu marketing pessoal. Esteja e mantenha-se aberto às novas ideias e processos de trabalho. Quando necessário, flexibilize seus horários e os de sua equipe. Em alguns momentos, pode mesmo ser preciso flexibilizar tarefas e funções – avalie os impactos positivos que isso trará para sua carreira e vá em frente.

Cultive suas relações interpessoais

Manter sua rede de contatos ativa e ampliá-la são ações de extrema importância para a construção do marketing pessoal. Participe de eventos, palestras e seminários ligados à sua área de atuação – troque cartões de visitas e aproveite essas ocasiões para fazer novos contatos e amigos. É através dessas interações que você poderá ser conhecido e reconhecido. São nas redes interpessoais que circulam as melhores oportunidades e as informações mais valiosas.

Cuide da sua imagem online

Seus perfis digitais – em redes sociais, blogs ou sites – são uma extensão da sua presença offline e devem ser trabalhados com o mesmo cuidado. Eles precisam estar alinhados à sua estratégia de marketing pessoal – demonstrando os mesmos valores, opiniões e posicionamentos que você demonstra nas relações face a face.

Esteja preparado para desafios e oportunidades

Busque sempre formas de entregar além do esperado – pesquise informações que não foram solicitadas, mas vão agregar valor ao relatório ou estudo que lhe foi encomendado, por exemplo. Porém, não desperdice energia extra com atividades menores, apenas as faça bem feitas. Saiba identificar os projetos que apresentam melhores oportunidades para mostrar suas habilidades e dedique-se a eles. Além disso, não fuja dos desafios – demonstrar tranquilidade e capacidade para solucionar problemas é essencial para se fortalecer enquanto marca.

Aprenda a se comunicar

Como diz o ditado: comunicação é a arma do negócio. Portanto, é preciso saber comunicar com clareza e precisão. Ruídos de comunicação podem desestimular a equipe e provocar erros se as pessoas não entenderem claramente o que foi solicitado.

Se você precisa falar em público, mas tem dificuldades ao fazê-lo, invista em um curso de retórica e oratória – ele vai ajudá-lo a se desinibir e tornar sua comunicação mais atrativa e eficaz. Aposte em apresentações criativas – aprenda a usar recursos multimídias, quando possível, para vender seus projetos.

Tenha tato no trato com as pessoas

Seus problemas e preocupações são seus e não devem ser despejados em seus clientes, subordinados ou qualquer outra pessoa com a qual precise se relacionar no ambiente de trabalho. Trate as pessoas sempre com educação, respeito e delicadeza – mesmo nas horas de cobrar os resultados não entregues da equipe ou resolver um conflito com o cliente. Ser firme não significa ser grosso – é possível passar confiança mesmo sendo simpático e, até mesmo, bem humorado.

Com essas dicas seu marketing pessoal será um verdadeiro sucesso! Assine nossa newsletter e receba mais conteúdo para impulsionar sua carreira e seus negócios.

Economia
Saiba porque mídia social é um pré-requisito
Marketing
Um logo por $99
Marketing
Confirmar como amigo?