Economia

Pirâmide de Maslow: Entenda melhor seu público


Para quem trabalha com empreendedorismo ou é dono de seu próprio negócio, diminuir os riscos e acertar o alvo logo é ainda mais essencial. Perder dinheiro ou público pode ser fatal e ruir com o investimento de toda uma vida. Para que isso não aconteça, conhecer seu cliente é essencial. A boa notícia é que existem diversas maneiras de fazer isso e compreender melhor o que ele espera de você e sua empresa, fidelizando ainda mais sua relação. Uma maneira interessante de conseguir isso é compreendendo a Pirâmide de Maslow, um diagrama que ordena as necessidades humanas e mostra o que é prioridade na vida das pessoas.

Entenda melhor como ela funciona e como isso pode ajudar seu negócio a ser mais preciso em sua atuação. Confira:

Qual é o conceito da Pirâmide de Maslow?

O conceito nos diz que as necessidades humanas obedecem uma ordem, uma espécie de hierarquia natural. Isso quer dizer que no momento que um indivíduo realiza uma necessidade, surge outra em seu lugar. A sequência vai daquelas mais básicas para as mais supérfluas. Ou seja, as necessidades que estão num patamar mais baixo devem ser realizadas antes das que estão num patamar mais alto. Resumindo, um individuo só buscará, por exemplo, alcançar um certo status social ou reconhecimento, que estão nos níveis mais altos da pirâmide, se as prioridades mais básicas, como alimentação, já estiverem satisfeitas.

Como se divide a pirâmide

Na base da pirâmide, estão as necessidades essenciais. Requerimentos fisiológicas, que são os que o indivíduo depende para sobreviver e propagar a espécie, como alimentação, abrigo e sono. Em seguida vem a de segurança, que são as que protegem contra ameaças, privações e perigo. Depois vem as sociais, onde se encontram o desejo de aceitação, associação e participação social, amizade e amor. Após isso, surgem as necessidades de auto-estima, no âmbito da autoconfiança, de aprovação social, respeito, status, prestígio, autonomia e independência. E as mais elevadas são as de auto-realização, que significa que cada pessoa deva realizar seu potencial como um todo e desenvolver-se de forma contínua.

Que lição podemos aprender com a Pirâmide de Maslow?

Muitas vezes pensamos que o preço do produto ou o quanto investimos no marketing em torno dele é o que determina se venderá bem ou não. Entretanto, o que temos que refletir é sobre a real necessidade do cliente pelo bem ou serviço ofertado. O desafio do profissional de vendas é converter essas necessidades em desejo de compra ou pela prestação dos serviços oferecidos. Conhecer o perfil do cliente e seus reais anseios ajuda muito nessa seara. Ninguém compra por comprar, essa ação é estimulada por uma real necessidade e essa é a grande lição que devemos aprender pela teoria de Maslow.

Agregue valor para seu cliente

Tendo consciência desse conceito, você poderá agir mais especificamente para seu cliente-alvo e mostrar a ele o quanto seu produto atende aos seus anseios e fará diferença positiva em sua vida. Instruir sua equipe para estar atenta a esse conceito também pode auxiliar no índice de vendas e na satisfação do consumidor.

O estudo de áreas como a psiocologia e sociologia pode trazer aprendizados valiosos ao empreendedor. Muitas vezes até mais valiosos que conhecimento teórico em administração e economia.

Categoria Ferramentas
Organização pessoal: Como se tornar extremamente eficiente
Categoria Ferramentas
Como ser mais produtivo: remova aquilo que te atrapalha
Negócios
Quanto tempo você vai demorar para entender?