Empreendedorismo

Recebemos investimento! Como gerenciar a grana que entrou?


O sonho de todos os empreendedores é receber aquela aporte financeiro que possibilitará o crescimento de sua startup. Entretanto, caso não tome algumas precauções esta realidade pode se transformar em um pesadelo. É preciso ter cautela para não cometer erros. Afinal de contas, você quer que seu negócio cresça com uma base sólida para ter sucesso para além do curto prazo, certo?

Por isso, primeiramente, parabéns pelo novo investimento! E antes de sair gastando esta grana que entrou na empresa, confira algumas dicas sobre como gerenciar este capital.

Planejando o longo prazo

O primeiro passo para uma boa gestão de um novo investimento é rever o plano de negócios. Provavelmente você traçou metas de acordo com um orçamento menor, certo? Avalie e examine seu planejamento para adequá-lo à nova realidade da empresa. Use o dinheiro que chegou para trazer receita, cuidado para não focar no produto, nem sempre focar no produto significa receita imediata.

Não aumente os gastos da empresa desnecessariamente, principalmente o salário dos fundadores. Os sócios podem determinar uma bonificação ou atualização, desde que metas sejam cumpridas. Por isso, defina as prioridades e certifique-se de guardar parte do dinheiro para o capital de giro do seu negócio. Um dos principais desafios é planejar uma estratégia de longo prazo ao mesmo tempo em que realiza a gestão da empresa no presente. Pense no futuro do seu negócio!

Contrate os profissionais certos

Boa parte dos empreendedores das pequenas e médias empresas gastam muito tempo gerenciando aspectos financeiros do negócio, investindo menos em outras questões estratégicas da empresa como a gestão dos recursos humanos ou do marketing, por exemplo. Diante de novos investimentos vale a pena não apenas planejar a longo prazo como também delegar funções para que os sócios-fundadores possam focar no crescimento do negócio.

Uma área que merece atenção é o departamento financeiro. Avalie o desempenho do setor e considere investir nele com a contratação de um profissional adequado. Seu contador está apto para ser tornar um Controller e gerir o orçamento da empresa como um todo além de apenas prestar contas? Ou no seu caso seria interessante contar com uma consultoria financeira externa que pudesse orientar o planejamento estratégico? É importante investir nos recursos humanos adequados que vão garantir o retorno do seu investimento em contratações, por isso avalie bem o perfil dos profissionais que necessita.

Considere adotar sistemas de gestão

Softwares otimizam todos os processos da empresa, inclusive áreas financeiras como fluxo de caixa, controle de estoque, compras e vendas, entre outras funcionalidades. São adaptáveis de acordo com a demanda de sua empresa e, em sua maioria, operam na nuvem, garantindo toda mobilidade, segurança e acesso necessários para o crescimento do seu negócio.

Os sistemas ERP facilitam a gestão dos negócios ao controlar e manter o histórico de todas as informações, operações e dados de sua empresa. Estão disponíveis no mercado para os mais diversos setores com preços que variam de acordo com os módulos adquiridos. Converse com outros empreendedores para verificar qual a solução é mais adequada a seu negócio.

Depois de conseguir um aporte, é normal que certos gastos (muitas vezes disfarçados como investimentos) pareçam muito tentadores. Mantenha o foco no crescimento da sua empresa, faça bom uso deste dinheiro e obtenha o sucesso!

Empreendedorismo
Startups: Você está preparado?
Empreendedorismo
Startups: Sangue empreendedor
Empreendedorismo
Startups: Sócios co-fundadores