Empreendedorismo

Startups: Você está preparado?


Você está preparado para ter sua startup? Este é o primeiro post da série Startups, iniciando pelo primeiro item do mapa mental “Como abrir uma empresa?”. Para não ficar longo, dividi inicialmente em quatro artigos:

  • Experiência profissional (Este artigo)
  • Conhecimento técnico
  • Conhecimento compartilhado (co-fundadores)
  • Motivos legítimos para abertura de uma Startup

Vamos ao primeiro:

O ser humano tem uma necessidade natural de competir em praticamente todas as áreas. No mundo corporativo não é diferente, o objetivo é ganhar mais e escalar até o topo da montanha, até um dia quem sabe, ser o presidente da empresa.

O pequeno detalhe é que essas vagas são limitadas e poucas pessoas de fato conseguirão chegar até lá. A maioria delas tenta, mas no meio do caminho desistem e acabam escolhendo uma vida confortável, mas sem luxo.

Não adianta dizer que é diferente, no fundo, todo mundo gostaria de ser rico e dono de uma empresa bem sucedida. Pode até ser, que nos seus primeiros anos como profissional, você acredite que poderá chegar até o topo, mas conforme os anos passam, você percebe que a vida não é um conto de fadas, e que chegar até lá, não é tão trivial assim.

Estar preparado é fundamental

Abrir uma Startup (empresa), pode ser uma alternativa, mas você precisa estar preparado. Você esta? Você precisa ter motivos e objetivos legítimos. Você tem?

No começo de carreira, todo mundo sofre e leva esporro do chefe. Todo mundo recebe menos do que deveria e é pressionado a trabalhar dezoito horas por dia e fazer mais do que qualquer ser humano é capaz. Todo mundo se estressa, perde cabelos, ganha olheiras, engorda. Todo mundo tem aquele colega puxa saco ou puxador de tapete, que quase sempre é o cara que é promovido na sua frente. Todo mundo não é reconhecido como deveria, é sub-aproveitado e acha que poderia estar fazendo mais pela empresa. Etc, etc, etc.

Quer sabe o que é isso? É o que você irá viver todos os dias da sua vida se quiser ser um empreendedor. É aqui que você aprende o jogo político das corporações. A malícia. O jogo de cintura. O que é certo ou errado. O que você não gosta de ouvir e o que gosta. É a realidade. A verdade nua e crua, que nenhuma faculdade ou MBA poderá lhe ensinar.

Assim como existem pessoas que trocam de empresa na primeira dificuldade, existem as que resolvem abrir uma startup. Como você deve imaginar, esse é o motivo errado, e a chance de dar certo, é mínima.

Estar frustrado por causa dos problemas acima não pode ser o seu motivo, passar por tudo isso é importante para que você consiga se preparar. Saber crescer e se movimentar dentro de uma organização é difícil, mas quando acontece, é um dos sinais de que você esta se tornando preparado.

Se isso ainda não aconteceu com você, lembre-se que o mesmo não que você leva hoje como empregado, será o não que você levará como empreendedor. Antes de ir para a guerra, aprenda a transformar o não em sim, no treinamento.

Empreendedorismo
Startups: Sangue empreendedor
Empreendedorismo
Startups: Sócios co-fundadores
Empreendedorismo
Startups: Quer entrar na moda?